18/02/2010

Inter apresenta Pato Abbondanzieri

"Foi tudo muito rápido", admitiu o goleiro argentino Pato Abbondanzieri (foto), ex-Boca Juniors. O jogador foi apresentado oficialmente como mais novo reforço do Inter no início da noite desta quinta-feira na Sala de Conferências do Beira-Rio. Pato, como gosta de ser chamado, assinou contrato até 31 de dezembro com o Internacional e chega com ambição de conquistar a Copa Libertadores da América, que seria a quarta no currículo do goleiro de 37 anos.

Ele chegou às 16h30min no Aeroporto Salgado Filho recepcionado por cerca de cem torcedores e, a partir daí, correu para regularizar sua situação com o Inter. Após realizar exames médicos e fechar o acordo, o goleiro concedeu uma entrevista coletiva à imprensa. Na introdução, o diretor executivo de futebol, Newton Drummond, esclareceu que Pato já está em condições de ser inscrito na Libertadores e explicou que as questão burocráticas com a Associação Argentina de Futebol (AFA) já estão finalizadas. Confira os principais trechos da conversa com os repóreres.

Recepção calorosa da torcida no Aeroporto

"Me surpreendeu a recepção da torcida. Haviam me comentado que já estavam me esperando com muita festa, mas não tinha noção que com tanta gana e vontade. Estou muito contente".

Inter

"O Internacional é uma equipe muito forte. Um dos melhores do Brasil. O Inter tem muita importância, assim como o Boca Juniors. O Boca é uma equipe importante. O Internacional tem muitas glórias como a Libertadores e o Mundial e isso me motivou a vir para cá. Não tive contato com o Cabezón (D'Alessandro) nem com o Cholo (Guiñazu). Os dois são meus amigos, mas tive sim um contato com o técnico Fossati. Conversamos bastante e soube por ele tudo de bom que o Inter pode oferecer.

Forma física

"Venho sempre trabalhando, procurando estar bem. Chego ao inter para cumprir meu papel e mostrar serviço para o técnico, a torcida, os dirigentes e meus companheiros. A experiência que tenho pode ajudar. mas sempre tem que estar bem fisicamente. A experiência esta à parte da condição física."

"Estava treinando com o Boca e isso é uma opção do treinador. Estou preparado para jogar hoje até (risos), mas vamos esperar o treinador me ver, falar comigo e assim eu conquistar a minha chance, sempre respeitando meus colegas."

Libertadores

"Tenho muita vontade de vencer aqui. Tenho muitos títulos. Não fui bem no último ano, mas não considero um fracasso. E o Inter tem um desafio que é a Libertadores, por isso quero fazer parte disso. Não sou especialista em Libertadores. Sempre quando se joga esta competição, se dá muita vontade e garra; a oportunidade de enfrentar outras equipes. Eu creio que o Inter é uma equipe preparada para vencê-la."

Gre-Nal

"Sinceramente conheço pouco. Tenho que viver primeiro. Mas já me falaram que é muito forte. Não conheço muito a rivalidade. Boca e River têm esta rivalidade na Argentina. Já até fiquei sabendo que pode ter um clássico no próximo domingo (pela final da Taça Fernando Carvalho). Estou ansioso."

No final da entrevista, Pato comentou sobre seu trabalho com jogadores brasileiros no Boca e, ao falar de Iarley, campeão do mundo pelo Inter, foi enfático. "Fenômeno. Um grande jogador. Iarley foi o melhor que passou por lá dos brasileiros: ganhou Libertadores e Mundial", enalteceu.

Abbondanzieri se junta a Lauro, Muriel e Agenor como opções para a posição e a D'Alessandro, Bruno Silva, Guiñazu e Sorondo como estrangeiros no grupo colorado.


Abbondanzieri concede entrevista ao lado do diretor executivo de futebol, Newton Drummond (D)

Saiba mais sobre Pato Abbondanzieri

Um goleiro vencedor. Roberto Carlos Abbondanzieri foi batizado em homenagem ao cantor brasileiro, Roberto Carlos, ídolo na Argentina desde os tempos da Jovem Guarda. Mas é mais conhecido pelo apelido de "El Pato", ou apenas "Pato", como chegou a colocar nas costas de sua camisa no Boca Juniors. Suas especialidades são as cobranças de pênaltis e sua reposição de jogo, rápida e precisa.

A estreia do goleiro nos gramados ocorreu em 1994, pelo Rosário Central. "Pato" defendeu as cores do clube até 1997, quando se transferiu para o Boca Juniors. No começo, ficou na reserva, ofuscado por Oscar Córdoba, até que o colombiano sofreu uma contusão em 1999. Entretanto, no momento em que receberia a oportunidade de ser titular, Abbondanzieri também se machucou. Quando se recuperou, era tarde demais. Córdoba já havia retornado e só deixou o clube em 2002. Após esse ano, Abbondanzieri transformou-se no número um do Boca, ganhando a Libertadores e a Copa Intercontinental em 2003 e foi eleito melhor goleiro da América do Sul. No ano seguinte, passou a ser presença constante na lista de convocados para a Seleção Argentina, até se firmar como titular na Copa do Mundo de 2006. O Getafe, da Espanha, o adquiriu junto ao Boca Juniors no mesmo ano. Na Europa, não se firmou, mas manteve-se até 2009, quando retornou ao Boca.


Pato se junta a Lauro, Muriel e Agenor como opções para a posição

Ficha técnica:

Roberto Carlos Abbondanzieri
Nascimento: 19/08/1972
Idade: 37 anos
Cidade-natal: Bouquet, Santa Fé, Argentina
Nacionalidade: Argentina
Altura: 186 cm
Destro

Clubes anteriores:
-Rosario Central (1994-96)
-Boca Juniors (1997-2006)
-Getafe (2006-2009)
-Boca Juniors (2009)
  
Títulos:
Copa Libertadores (2000, 2001, 2003)
Copa Intercontinental (2000, 2003)
Copa Sul-Americana (2004, 2005)
Recopa Sul-Americana (2005)
Torneio Apertura (1998, 2000, 2003, 2005)
Torneio Clausura (1999, 2006)
Goleiro do ano na América do Sul (2003)


Outras notícias
Loja Virtual