Joan Gamper: a taça de ouro que não foi de Maradona

O Troféu Joan Gamper é um torneio internacional entre clubes de futebol, de caráter amistoso, disputado anualmente desde 1966, na cidade de Barcelona, na Espanha. Esse é considerado o mais importante e tradicional torneio de verão europeu. A competição é organizada pelo Futbol Club Barcelona e realizada sempre em agosto, no Estádio Camp Nou, marcando o início de sua temporada. Seu nome é uma homenagem ao fundador e primeiro presidente do clube, o suíço Hans Gamper, que na Catalunha, ficou conhecido como Joan Gamper.

Barcelona tinha Maradona, e Inter Mauro Galvão (E) e André Luís (D)

De 1966 a 1996, o torneio era disputado por quatro clubes, em sistema eliminatório, com disputas de pênaltis em caso de empate. Mas a partir de 1997, com a diminuição do número de datas disponíveis para os clubes europeus, o torneio passou a ser disputado por apenas duas equipes, em jogo único. O vencedor leva um troféu com base de mármore e acabamento em ouro.

Na edição de 1982, o quadrangular foi disputado com os cruzamentos de Barcelona x Internacional e Colônia x Manchester City decidindo quais equipes disputariam a final. A torcida dos catalães estava muito empolgada porque era a estreia Diego Maradona no remodelado Camp Nou.

A taça Joan Gamper  

O Barcelona, comandado por Udo Lattek, entrou em campo com: Artola, Gerardo, Migueli, Alexanco, Julio Alberto, Vitor, Esteban, Alonso, Quini, Maradona e Carrasco. E o Internacional, treinado por Ernesto Guedes, entrou com: Benítez, Edvaldo, Mauro Pastor, André Luís, Beretta, Ademir Kaefer, Paulo Cezar, Mauro Galvão, Ruben Paz, Cléo (Sílvio) e Silvinho (Andrezinho).

Os mais de cem mil torcedores que enchiam o Camp Nou não ficaram satisfeitos com o andamento da partida, pois o Internacional mostrou o característico poder da marcação gaúcha, não deixando o Barcelona andar em campo. A partida terminou em 0 a 0 e o Colorado venceu nos pênaltis por 4 a 1, com gols de Ruben Paz, Andrezinho, Ademir Kaefer e André Luiz. Apenas o Maradona conseguiu converter um pênalti pela equipe catalã. Enquanto isso, o Manchester City também elimina o Colônia através das penalidades, após empate de 1 a 1.

Capitão André Luís ergue a taça do torneio disputado em Barcelona

Na final, no dia 25 de agosto de 1982, o Internacional foi escalado com: Benítez, Edvaldo, Mauro Pastor, André Luís, Mauro Galvão, Ademir Kaefer, Paulo Cezar (Fernando Roberto), Ruben Paz, Muller (Joãozinho), Cléo (Sílvio) e Silvinho. E o Manchester City jogou com: Corrigan, Radson, MacDonold, Tweart, Bond, Caton (Davis), Reeves, Hartford, Cross, Powell e Hereide. O Inter teve uma atuação de altíssimo nível contra o Manchester City e o derrotou por 3 a 1. Os gols do título foram marcados por Edvaldo, Paulo Cezar e Fernando Roberto, e MacDonald descontou para a equipe inglesa.

O Barcelona perdeu para o Colônia nos pênaltis, terminando em último lugar e vendo o capitão colorado André Luís erguer o precioso troféu de campeão. O Colorado disputou ainda as edições de 1989 e 1991 ficando, respectivamente, em quarto e terceiro lugares, e é a única equipe de fora da Europa a ter conquistado a competição até hoje.

Troféu Costa do Sol 

É um torneio quadrangular de verão disputado na cidade de Málaga, na Espanha, no estádio La Rosaleda. É organizado pelo Málaga Club de Fútbol desde 1961. Dos times brasileiros, Corinthians (1969), Atlético-MG (1980) e Internacional (1983) sagraram-se campeões. 

O primeiro jogo foi dia 26/08/1983. Inter 2x2 Real Zaragoza. Gols de Edevaldo (2). O Inter classificou-se para final vencendo por 6 a 5 nos pênaltis. O segundo jogo foi dia 27/08/1983. Inter 2x0 América do México. Gols de Rubem Paz e Sílvio. 

O treinador Dino Sani usou o seguinte time base: Benítez; Edevaldo, Mauro Pastor, Mauro Galvão e André Luiz; Ademir, Dunga e Rubem Paz; Sílvio, Geraldão e Silvinho. Também jogaram Bereta, Renê e Gerson.

Torneio Costa Noroeste do Pacífico/Europac Cup 

Em 1983, o Inter disputou o primeiro Torneio Costa Noroeste do Pacífico ou Europac Cup, realizado nas cidades de Seattle, nos Estados Unidos, e Vancouver, no Canadá. O Colorado sagrou-se campeão e teve como adversários o Seattle Sounders, no estádio Tacoma Dome (EUA), o Vancouver Whitecaps e a Seleção da China, ambos no estádio BC Place (Canadá). 

O primeiro jogo foi dia 02/08/1983. Inter 2x1 Seattle Sounders. Gols de Ruben Paz e Renê.
O segundo jogo foi dia 04/08/1983. Inter 4x1 Vancouver Whitecaps. Gols de Renê (2) e Sílvio (2).
O terceiro jogo foi dia 06/08/1983. Inter 2x0 Seleção da China. Gols de Geraldão (2). 

O time, treinado por Dino Sani, teve como base: Benítez; Edevaldo, Mauro Pastor, Mauro Galvão e André Luiz; Ademir, Renê e Ruben Paz; Sílvio, Geraldão e Silvinho. Também jogaram Tarcísio e Gerson. Não há registros de outras disputas desse torneio.


A conquista da Copa Kirin no Japão

Em 1984, o Inter conquistou o título da tradicional competição disputada no Japão. A equipe do treinada por Otacílio Gonçalves tinha a seguinte base: Gilmar; Luiz Carlos, Mauro Galvão,André Luis e Beto; Ademir, Ruben Paz, Paulo Santos e Jair; Kita e Silvinho.


Em pé: Alves, Beto, Ademir, Mauro Pastor, o goleiro Mano, e André Luiz.
Agachados: Silvio, Mauro Galvão, Kita, Rubén Paz e Mário Sérgio.

Confira a campanha vitoriosa do Inter no Oriente:

30/05/1984
Kobe - Estádio Mun. de Kobe
Inter 3x0 Japão

Gols: André Luis, Kita e Milton Cruz.

01/06/1984
Nagoya - Estádio Misuko
Inter 0x0 Irlanda

03/06/1984
Yokohama - Estádio Mitzuawa
Inter 4x1 Toulose (França)

Gols: Ruben Paz, Jair, Silvinho e último foi contra.

05/06/1984
Tóquio - Estádio Nacional
Inter 2x1 Irlanda

Gols: Milton Cruz e Ruben Paz.

Sele/Inter traz a prata das Olimpíadas

Depois de 1956 – ano no qual oito dos 22 jogadores que foram chamados para a Seleção Brasileira eram do Internacional – 1984 foi a glória definitiva. Para representar o Brasil nas Olimpíadas deste ano, em Los Angeles-EUA, simplesmente o time inteiro do Inter foi convocado. Os onze atletas, desde o goleiro até o camisa onze, se saíram muito bem na competição e conquistaram a medalha de prata.

A Sele/Inter, como era chamada, chegou a bater recorde de público em muitos jogos. Contra a Itália, por exemplo, em Stanford, mais de 83 mil pessoa assistiram ao espetáculo. Porém o mais impressionante foi na partida contra a França, quando foi batido o recorde do Estádio Rosa Bowl dos Estados Unidos, e também o recorde de público em Olimpíadas até hoje: 101.799 foi o número de expectadores dessa partida.

Além de bater essas duas tradicionais seleções do futebol, Itália e Alemanha, o Brasil ganhou da Arábia Saudita, Marrocos e Canadá. Enfim, os jogadores do Inter trouxeram para o Brasil a inédita medalha de prata de futebol, feito repetido em 1988, quando também havia jogadores do clube colorado, como o goleiro Taffarel, o lateral Luis Carlos Wink e o zagueiro Aloísio na Seleção Brasileira.

A Sele/Inter 84: da esquerda em pé - Júlio Espinosa, Luis Carlos Wink, Gilmar, Ademir, Mauro Galvão, Aloísio e André Luis; Agachado - Paulo Santos, Dunga, Kita, Milton Cruz e Silvinho.

 Conquista na Escócia

O Internacional venceu o Torneio de Glasgow, na Escócia, no dia 2 de agosto de 1987. O
 primeiro jogo foi no dia 1º de agosto: vitória de 2 a 1 sobre o Ajax, da Holanda, com gols de Paulo Mattos e Heider.

No dia seguinte, a equipe então treinada por Ênio Andrade bateu o time da casa, o Glasgow Rangers. Após empate em 1 a 1 no tempo normal, com gol de Norberto, o Colorado venceu por 5 a 4 nos pênaltis e ficou com o troféu (foto ao lado). Cerca de 35 mil pessoas foram ao estádio Ibrox Park. 


Jogadores com a taça do torneio conquistado na Escócia

Não há registros de outras edições do torneio além de 1987. Além de Inter, Glasgow Rangers e Ajax, o Real Sociedad (Espanha) também participou da disputa. Vale destacar qye Ajax era treinado por Johan Cruyff e contava com Frank Rijkaard como 'maestro' no meio-campo. 

O Inter tinha o seguinte time base: Ademir Maria; Luis Carlos, Aloísio, Laércio e Paulo Roberto; Airton, Norberto e Balalo; Heider, Amarildo e Paulo Mattos. Também jogaram Dacroce, Luis Fernando e Paulinho. 


Torneio Cidade de Vigo

O Real Club Celta organizou o torneio até 2005 na cidade espanhola de Vigo, no verão europeu. Foram disputadas 28 edições e o clube local é o maior vencedor. Entre os brasileiros, Atlético-MG (1977), Cruzeiro (1978) e Internacional (1987) foram campeões.

O primeiro jogo foi dia 19/08/1987. Inter 2x2 Seleção do Marrocos. Gols de Amarildo (2). O segundo jogo foi dia 20/08/1987. Inter 2x1 Celta de Vigo. Gols de Amarildo e Luis Carlos Winck.

O Colorado contava com Ademir Maria; Luis Carlos Winck, Aloísio, Norton e Paulo Roberto; Airton, Luis Fernando e Balalo; Paulinho, Amarildo e Paulo Mattos. Participaram também: Laércio, Dacroce, Norberto e Heider. O time foi treinado por Ênio Andrade.

Torneio Cidade de Ceuta 

O Colorado foi campeão do torneio em 1989, realizado em Ceuta, na Espanha. Não há registro de outras edições desse troféu. 

O primeiro jogo foi dia 26/08/1989. Inter 2x0 Real Murcia. Gols de Luis Carlos Martins e Luis Fernando. O segundo jogo foi dia 27/08/1989. Inter 1x0 Ceuta. Gols de Nélson. 

O time base foi Ademir Maria; Chiquinho, Aguirregaray, Nenê e Jacket; Dacoce, Bonamigo, Luis Fernando (Edu) e Luis Carlos Martins; Roberto Carlos e Nelson. O técnico era Paulo César Carpegiani.

Gre-Nal do Século

A tarde de 12 de fevereiro de 1989 ficou eternizada na história do Clube. Neste dia, o Inter mais uma vez venceu seu eterno rival tricolor no Beira-Rio. Com apenas dez jogadores em campo, a equipe colorada terminou o primeiro tempo sendo derrotada por 1 a 0. Chamado de 'Gre-Nal do Século', o clássico valia uma vaga às finais do Campeonato Brasileiro e um lugar na Copa Libertadores da América. Na etapa final, o Colorado atropelou o Grêmio empurrado pela numerosa torcida no Gigante e virou o placar com dois gols do centroavante Nilson: 2 a 1. O feito foi imensamente comemorado e entrou para a galeria das grandes vitórias em Gre-Nais.


Nilson foi o grande personagem do clássico que mexeu com a rivalidade em 1989

Mais detalhes do clássico na sessão Rivalidade/Gre-Nais Marcantes
Loja Virtual