O Internacional aplicou uma antológica goleada de 7 a 0 no Grêmio em 1948, na partida final do campeonato da cidade de Porto Alegre. O jogo foi realizado no campo do clube tricolor. Era a época do "Rolo Compressor", e o Grêmio simplesmente não era páreo para a equipe colorada. Alguns nomes haviam mudado, mas a base de Ivo, Nena, Abigail, Tesourinha e Carlitos estava mantida e o time era quase imbatível. Para completar, o Grêmio ficou irritado com uma marcação do árbitro no jogo anterior, e ainda colocou time misto em campo, deixando alguns titulares para um amistoso em Curitiba.

A rapidez das jogadas e os arremates fulminantes do Inter fizeram a rede do Grêmio balançar sete vezes com Villalba (4), Carlitos (2) e Roberto (1). O argentino Villalba, de cabelos cuidadosamente penteados, foi o herói colorado naquela tarde no estádio do Grêmio.

Em 1938, o Colorado venceu o maior rival por 6 a 0, com anulação de 5 gols para o Inter

Até hoje, esta é a maior goleada da história do Internacional sobre o rival. Em 1938 o Inter venceu por 6 a 0 no qual o árbitro Álvaro Silveira anulou cinco gols consecutivos do Internacional pois achava que "era gol demais para um só Gre-Nal".

O Inter jogou com o Rolo Compressor: Júlio Petersen; Viana e Risada; Lewy, Brandão, Silenzi e Acácio Castillo; Sylvio Pirilo, Miguel, Filhinho, Rui Motorzinho. Gols: Acácio (3), Pirilo, Miguel e Filhinho.

Loja Virtual